Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Início
 
 
 

Equipamentos e insumos
para seringueira
Equipamentos para sangria
Acessórios
Insumos agrícolas

Notícias

Links Úteis

Contato e localização

Parceiros

Cadastre-se e receba o
Polinews
Informe seu email para receber o Polinews

 
Expansão da silvicultura em MS
O presidente da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Eduardo Riedel, disse que a silvicultura é, junto com a cana-de-açúcar, a principal atividade econômica em expansão no MS.

Na década de 1970, a plantação de florestas ocupava 500 mil ha no MS. Com o tempo, a atividade foi diminuindo e há alguns anos voltou como ótima opção para quem procurava um negócio rentável e relativamente simples, e hoje ocupa 380 mil ha.

Para o presidente da Reflore – MS (Associação sul-mato-grossense dos Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas) Luiz Ramires Júnior, a silvicultura é menos arriscada do que a agricultura. Para ele, o Brasil tem a melhor produção associada à alta tecnologia e boa adaptação das espécies de árvores no País.

Desmistificação

Existe o mito de que a plantação de florestas serve somente para reflorestamento, o que não é verdade. A silvicultura é uma atividade econômica como qualquer outra: planta-se árvores, principalmente eucalipto e pinus, na qual se extrai celulose, carvão vegetal, lenha, MDF, essência de eucalipto, resina, entre outros. Todos os produtos largamente comercializados.

Ramires Júnior define a silvicultura como “agricultura de madeira”. “Sempre houve essa confusão entre a atividade econômica e o trabalho de ONGs de reflorestamento”, completa. Ele diz ainda que plantar florestas protege o solo ao invés de degradá-lo, pois todas as florestas são feitas em áreas de recuperação de solo de pastagem, além do eucalipto ter um ciclo de sete anos até que possa ser cortado, o que não exige que o solo seja constantemente mexido.

Concorrência

Como disse Riedel, a cana-de-açúcar também está entre as atividades emergentes no estado. Houve um aumento na produção de 377% entre as safras de 1990/91 e 2008/09, passando de 3,7 milhões de toneladas para 18 milhões de toneladas no MS, com informações do anuário AgroAlimento 2010, lançado este ano pela Famasul.

O presidente da Reflore-MS não vê concorrência entre a cana-de-açúcar e a produção de florestas. Segundo ele, a cana precisa de terras muito férteis para a plantação, fato que não se aplica à silvicultura, já que sua plantação ocorre em áreas degradadas. “Essa concorrência não existe. As florestas plantadas são apenas uma alternativa completamente viável”, explica.
Fonte: Painel Florestal
 
 
 
tags: polifer, plantio de seringueira, plantio de seringal, canecas para plantio de seringueira, canecas para seringueira, heveicultura, suporte jotão, suporte jotinha, faca para enxertia, faca corneta, pulverizador, válvula para irrigação, bico injetor de solo, refil horsy, refil stylo, faca para sangria, seringueira, polifer, adubo, floresta, seringal, gel para plantio, arame, suporte, reserva legal, insumos, borracha natural, investimento sustentável, sustentabilidade, caneca, bica, muda de seringueira
Grupo POLIFER - Todos os direitos reservados
Studio Internet